Último dia (foi triste!)

A sexta (dia 7) foi o dia que eu considerei o meu último dia mesmo aqui, já que o sábado ia ser todo só terminando de arrumar as coisas e mofando em aeroporto. Fui pra escola, assisti a aula de high intermediate, porque business não tem na sexta, e depois desci pra confirmar o horário do transfer, entregar meu livro e pegar certificado de conclusão de curso. Done with Kaplan! Tudo certo 🙂

De lá a gente juntou uma galera enorme formada por brasileiros e 4 coreanos, e fomos pra um restaurante brasileiro fazer minha despedida. Fomos em um chamado Brazil Grill, que fica na 48th street com a 8th avenue, perto da Times Square. Tive tanto tempo pra matar as saudades da comida de lá e deixei pra ir no último dia, faltando 2 dias pra chegar em casa. Certa toda, hein? A gente pediu macaxeira frita de petisco e de prato principal eu pedi um churrasco misto com arroz e feijão (que vem o preto mesmo). Digo logo: o cara lá avisa que os pratos são individuais, mas é a maior roubada só pra te fazer gastar dinheiro, porque os pratos são enoooormes e dá tranquilamente pra dividir por duas pessoas. No final das contas sobrou tanta carne, arroz e feijão, que as brasileiras embalaram pra comer de noite. O melhor de tudo foi tentar explicar pros coreanos em inglês o que era cada prato, o que era macaxeira e o que era farinha! Pense numa missão complexa hahaha.

Swan e Sungmi no Brazil Grill

De lá eu ia pro Central Park, mas me lembrei que não tinha imprimido o meu eticket do vôo da volta e resolvi fazer logo isso. Fui na Fedex aqui perto de casa, na rua 79th com a Broadway e imprimi os babados todos. Foda foi que tentei fazer o checkin online pra agilizar e não tava rolando… Também fui na Aldo, loja de sapatos que tem aqui do lado, na rua 86th, porque eu tinha comprado um par de sapatos semana passada, desde o dia 30, mas não tinha a cor que eu queria na loja, aí eles disseram que chegava essa semana até a quinta, mas ontem ainda não tinham sinal deles, aí depois de passar 30min discutindo com a vendedora que não queria deixar eu trocar o pedido, nem devolver o dinheiro, consegui experimentar outro par e levar no lugar do original. Pense num povo chato são esses americanos, pqp!

Depois eu vi que não ia dar tempo de ir pro Central Park, porque ia ficar tarde e eu tinha marcado de ir pra casa das brasileiras de noite, aí aproveitei que tava perto e fui conhecer o Riverside Park, que é um parque que fica aqui na rua de trás da minha casa e que se extende por toda a margem do rio. O parque é lindo! Tem muita árvore, muito espaço verde bem aproveitado e ainda tem uns playgrounds bonitinhos pras crianças brincarem, e em outra parte do parque tem uma área enorme que dá pra fazer cooper, andar de bicicleta, etc, todo com vista pra o rio. Fiquei por lá deitada no banquinho fazendo nada e depois voltei pra casa pra descansar um pouco antes de sair.

Riverside Park

Jazz no parque

Mais tarde fui pra casa das brasileiras, que elas iam pra balada e iam fazer o esquenta lá. Como eu ia acordar cedo e tinha que terminar de organizar as coisas no sábado, preferi participar só do esquenta e vir pra casa depois. Fiquei lá conversando com elas e com outros brasileiros que tinham chegado antes de mim e depois peguei o metrô de volta pra casa. Detalhe: no meu último dia de NY eu peguei o metrô errado e fui parar no Queens hahaha. Nem me liguei de olhar as placas avisando as restricões de algumas linhas no fim de semana, aí bem o R, que foi o que eu peguei, ia expresso pro Queens 😛 E fora que tudo isso aconteceu porque eu peguei o sentido errado. Me confundi total! Tive que ficar lá na estação do Queens com os negão do hip hop esperando o trem pra Manhattan, mas foi de boa, a estação tava cheiona e muita gente indo na mesma direção que eu. Uffffs. Desci na Times Square pra comer alguma coisa, porque até então só tinha tomado café. Depois fiquei passeando por lá, pensando na vida e em como passou rápido esse um mês aqui. Se pudesse voltar de novo, voltaria fácil, e se pudesse ficar mais, teria ficado também, mas esse mês aqui foi perfeito, tenho do que reclamar não (tudo bem, da minha residência só, que é uma merda, mas até ela valeu a pena só por ser no Upper West Side hehehe). Me despedi de NY na Times Square e voltei pra casa pra terminar de arrumar tudo e dormir.

Bye, bye Times Square

Bye, NYC!

 

 

 

Anúncios