Wooster e compras na Lexington Avenue

O domingo foi um dos melhores dias pra mim desde que cheguei em NY (junto com o Phantom of the Opera e a Bow Bridge). Depois de ir na Wooster (quem gosta de tatuagem sabe que é lá que gravam o NY Ink) sexta pra saber os esquemas de preço, lá fomos eu e Bruna super animadas e esperançosas pra o Soho, jurando que íamos chegar na loja e todos os tatuadores do NY Ink iam estar lá pra nos receber e que a gente ia fazer nossa tatuagem com Ami James ❤ Claro que não foi assim, né? Na verdade, o domingo lá é super tranquilo, porque eles não gravam o reality, mais ainda porque nem todos os tatuadores ficam lá, principalmente os famosos, então tem uma galera mais normalzinha chegando lá só pra fazer uma simples tattoo sem muito alarde com outros tatuadores contratados pela loja. Como Ami James, Tim Hendricks e Megan Massacre não estavam lá, fui dar uma olhada nos portfólios e acabei achando o de Tommy Montoya exposto no balcão, ou seja, já tava mais do que certo com quem eu ia tatuar, só não sabia se ia conseguir. Depois de assinar o termo de responsabilidade e escolher o tatuador, tivemos que ficar esperando um bom tempo, porque Tommy tava tatuando um cara e ia demorar umas 4h. Em vez de a gracinha da recepção avisar logo, deixou a gente andando pelo Soho e quando voltamos 1h depois foi que Rodrigo (o cara que trabalha lá atendendo e fazendo a triagem das tattoos – sim, ele é brasileiro!) nos avisou de que ia demorar mais e que a gente podia ir fazer outras coisas que ele ligava quando fosse a hora.

Canto pra tatuar

Mural de desenhos

A gente saiu correndo pro metrô e fomos pra Lexington Avenue com a 59th (oposto do Soho, longe também :P) pretendendo fazer umas comprinhas na Bloomingdales, H&M e Zara, mas quando chegamos lá, só deu tempo de Bruna comprar os óculos dela e de mainha na Bloomingdales, porque assim que chegamos na H&M e começamos a escolher as roupas, Rodrigo ligou avisando que a gente podia ir. Eu saí correndo desesperada atrás de Bruna, jogamos nossas coisas num canto e fomos voando pro metrô. Eu disse a ele que a gente ia demorar uns 20 minutos, mas na verdade foram uns 40, ainda mais porque paramos numa estação que não conhecíamos e tivemos que procurar a rua de novo na doida. No final deu tudo certo, porque Tommy tinha saído pra comer, daí chegamos lá e ainda esperamos um pouquinho. Bruna tatuou primeiro, fez “Let it be” no braço e eu fiz “Strength, courage and wisdom” no ombro. Super de boa, nem doeu. Tommy é um escroato, ficou tirando ondinha com a gente o tempo todo, mas deu pra dar umas risadas.

Eu e Tommy

Bruna e Tommy

 

De lá a gente resolveu voltar pra H&M pra retomar as compras, depois fomos comer na Times Square e voltamos pra casa umas 22h, cansadérrimas, pra Bruna arrumar as malas ainda pra voltar no outro dia. PENSE!

Anúncios