Domingo e segunda morgados

Meu domingo e minha segunda foram tão normaizinhos (mesmo morando em NY), que dá pra juntar num post só e nem foto vai ter hahaha.

No domingo, depois de ter ido dormir as 4h da manhã com piriri, eu acordei de 13h ainda acabada. Eu tinha combinado com a Myra (uma senhora amiga de Anna Rita com quem eu tava me comunicando) de ir visitá-la em Long Island pra nos conhecermos e passarmos o dia juntas lá, mas como não dormi nada e precisava ter acordado cedo (são 2h pra ir e 2h pra voltar), desisti da viagem, porque tava muito cansada e ainda um pouco debilitada, se é que me entendem (o banheiro que o diga). Aproveitei que não ia sair mesmo e tomei um banho rápido pra pegar o brunch aqui da Brandon (dia de domingo não tem jantar, só café e brunch, que é tipo almoço). Mermão, QUE COMIDA RUIM! Tem que ser fera feroz pra aguentar essa comida americana. O cardápio do dia foi smashed potatoes com casca e tudo, sem tempero e sem gosto, além de bisteca de cordeiro assado com muita gordura e nervos, e pouca ou nenhuma carne. Urrggggh! Só comi porque, né, era um dinheirinho a mais pra poupar de almoço. Depois aproveitei pra nerdar, falar com o povo lá de casa e fazer as tarefas do inglês. Quando foi umas 19h e pouco, fui no Starbucks que tem a duas ruas daqui e jantei por lá. Aproveitei pra ficar observando o movimento e terminando uma redação que tinha que fazer. Depois que cheguei em casa, tava sem nada pra fazer e enjoada de computador, aí comecei a ler o livro que trouxe, que foi o primeiro volume da coleção Millennium (Os homens que não amavam as mulheres). Já tinha visto o filme e adorei, aí resolvi ler os livros também. Nessa historinha, me envolvi com o livro e fui dormir as 2:30 querendo ficar acordada pra ler mais.

Na segunda eu acordei umas 10:30, tomei banho, me arrumei e fui pra escola. Resolvi almoçar numa patisserie lá perto que nunca tinha ido, mas preferi de 10×0 o Pret a Manger, que além de ser mais barato e gostoso, é mais light. Quando cheguei na escola, fui correndo ver o mural de schedules e tive a boa notícia de que consegui mudar minha aula pra manhã. Agora meu horário vai ser de 08:30 as 1:40, com um intervalo de 1h entre as aulas. Como Bruna vai tá aqui, é mara porque a gente vai ter mais tempo pra fazer as coisas todas que estão planejadas. Depois da aula eu resolvi ir no MET terminar de ver as coisas que não consegui porque passei mal no sábado, mas só que peguei a linha errada e fui bater no lado oposto de onde eu queria ir hahahaha. Aproveitei pra ficar passeando na East End Avenue, a avenida dos rycos, e depois peguei um bus pra descer na Lexington com a 59th. Fiquei olhando as lojas por lá (tem Zara, H&M, Bloomingdales e várias outras). Depois jantei um sanduíche e quando tava prestes a voltar pra casa, Rafaella me ligou falando da bronca com o vôo de Bruna e que ela tinha perdido a conexão pra NY. Depois de muito telefonema pra lá e pra cá através do Skype roubando na cara de pau o wifi da McDonalds, eu resolvi voltar pra casa e terminar de resolver as coisas aqui. Tive a grata surpresa de ver meu quartinho todo arrumado (eu tenho direito a serviço de quarto 1x por semana) e os lençóis/toalhas todos trocadinhos – eu pensava que você tinha que pagar USD50 pra trocá-los, mas devo ter me confundido. A bronca foi que eles não prepararam nada pra chegada de Bruna, que disse que tava tudo acertado, logo, tive que descer e falar com a mulher pra saber como ia ser os esquemas.

Hoje eu fiz amizade com uma brasileira que tá morando aqui na Brandon chamada Derla. Ficamos conversando eu, ela e Dianou (a francesa), trocamos telefones e combinamos de fazer algo juntas depois. Além disso, Noelle, a suíça que tá morando na mesma casa que Juliana morou, me adicionou no Facebook e me chamou pra ir pro Central Park com ela amanhã. Como Bruna queria ir mesmo, eu topei e vamos combinar de nos encontramos depois das nossas aulas 🙂 A partir de terça, essa semana vai ser bem movimentada.

Anúncios