Times Square, Central Park, John Lennon

O domingo (dia 12) foi bem movimentado… Juliana, uma prima minha, também tá aqui estudando até dia 21, aí combinamos de fazer algumas coisas juntas até ela ir embora. Acordei umas 10:30, depois de ter apagado cansada da viagem de um dia e uma noite. Fiquei conversando com mainha e Bruna e depois fui me arrumar pra encontrar com ela. Marcamos lá no Columbus Circle, um globo enorme que tem na frente da Trump Tower e que é perto de uma das entradas do Central Park. Caminhamos por lá e tiramos algumas fotinhas, mas saímos logo, porque eu tava morrendo de fome e precisava almoçar.

Central Park

Pegamos o subway rumo a Times Square e lá nos deparamos com uma parada da República Dominicana, tava super animado! Ficamos olhando um pouquinho e quando eu já tava vendo a luz no fim do túnel, fomos comer no Deli Café, uma delicatessen que fica perto da 6th avenue e que vende coisinhas mais lights como wraps e sanduíches frios. Eu comi um wrap delicioso de frango grelhado, queijo suíço e uma salada que vinha com uns cubinhos empanados (tirei a salada, claro!). Ele é enorme, dá pra dividir pra duas pessoas, mas eu tava com tanta fome que consegui comer o segundo quase todo.

Desfile da República Dominicana, só reggaetown tocando!

Almoço saudável: wrap de frango grelhado com queijo suíço

Depois de comer e tirar algumas fotinhas na Times Square, resolvemos ir pro Museu de História Natural (aquele do filme “Uma noite no museu”), mas a gente chegou faltando 45min pra fechar, aí não deu pra ver quase nada, depois vou voltar pra lá com mais calma. Quando fomos expulsas (aqui é assim: fechou, expulsa!), ficamos descansando em uns banquinhos na frente do museu (que é dentro do Central Park) e numa iluminação vinda do além, me liguei que estávamos perto da casa de John Lennon e do Strawberry Fields, aí resolvemos ir pra lá.

Times Square de dia

Museum of Natural History

Esse negócio de tirar foto na frente do Dakota é engraçado, porque só os fãs dos Beatles ou de John Lennon sabem que ele morou lá, então tem gente que passa na frente e fica sem entender o porquê das fotos, aí quando perguntam aos seguranças, eles ficam despistando, dizendo que é só um prédio, que não tem nada demais, porque não querem que fique juntando muita gente ali na entrada, daí quando alguém que tá perto escuta, responde logo que foi ali que John Lennon viveu e foi assassinado, aí a galera fica, tipo, “ooooooooooooh”.

A casa de Yoko e John Lennon: Dakota

De lá atravessamos a rua e fomos pro Strawberry Fields. É o lugar mais lindo do Central Park pra mim, e olhe que não vi tudo. Mas é muito bem cuidado, bem localizado e tem uma energia boa. Logo quando você entra, encontra o símbolo “Imagine” em homenagem a John, daí ficam 30 milhões de pessoas lutando por uma foto sentada lá e sempre tem alguém com um violão tocando músicas dele… a galera sempre coloca rosas ou escreve cartas e deixa lá. Li no guia da Folha de SP que essa parte toda foi construída em homenagem a ele e recebeu doações do mundo todo, por isso é a mais famosa e a bem mais cuidada. Lá também tem um chafariz lindo, o laguinho com barquinhos pra você passear e os shows de graça. Tinha uns caras lá tocando jazz perto do lago, bem massinha. Só não achei a famosa Bow Bridge, a ponte que aparece em vários filmes, mas vou lá de novo depois. Tem também os passeios de charrete e tudo mais, mas é caro e é melhor ir andando.

Na entrada do Strawberry Fields: Imagine

Tomamos um picolé pra refrescar, descansamos um pouco e fomos pra Times Square de novo pra eu ver como era de noite. Aqui escurece bem tarde, umas 20:30, daí deu tempo de chegar lá, comer nosso sushizinho que compramos na farmácia/mercado Walgreens (ruinzinho, mas dá pra comer) nas mesinhas que ficam lá no meio da Times Square e ver as luzes todas começando a aparecer. Tiramos mais algumas fotos e depois casa. Fiquei morta dentro das calças e só queria um banho, mas valeu a pena.

Times Square de noite

*Dica: As farmácias Duane Reade e Walgreens tem vários cosméticos e maquiagens baratas, mas as da Times Square aplicam no preço, melhor ver nas dos outros bairros. Só o Carmex (protetor labial famosinho por aqui) é que tava pelo mesmo preço, aí comprei 2.

Trilha: John Lennon – Imagine

Anúncios